APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias
Rolê

Luta Livre, uma mistura de Jackie Chan com Maria do Bairro

Raphael Rodrigues, o "Superstar Rapha Luque", conta como é participar dos famosos combates coreografados da Luta Livre

Image

Por: Redação

Publicado em 30.06.2022 | 17:09 | Alterado em 30.06.2022 | 17:10

Tempo de leitura: 2 min(s)

“Wrestling” nos EUA, “puroresu” no Japão, “lucha libre” no México. Os nomes são variados, mas todos dizem respeito à luta livre, modalidade que faz um sucesso absurdo ao redor do mundo. No Brasil, ficou conhecida no final dos anos 1960 com o programa “Telecatch Montilla”, originalmente criado na TV Excelsior e que passou a ser exibido pela TV Globo. Outros programas do gênero surgiram depois, em diferentes emissoras, mas o teor era sempre o mesmo: muita porrada e acrobacias.

Neste episódio, batemos um papo com Raphael Rodrigues de Souza, 28, morador do Jardim Macedonia, no distrito do Capão Redondo, zona sul de São Paulo. Ele é também conhecido como “O Superstar Rapha Luque” nos ringues de luta livre, além de fazer parte da equipe de atletas da BWF Brazil, a principal federação da categoria no país. Raphael conta um pouco de sua trajetória profissional, curiosidades do ringue, e explica o que de fato é a luta livre (e o que diferencia essa modalidade das outras lutas).

Próxima Parada

Produzido pela Agência Mural e distribuído exclusivamente pelo Spotify, o Próxima Parada conta com a colaboração da nossa rede de correspondentes locais dos bairros periféricos da Grande São Paulo. Para ouvir o episódio, basta clicar neste link do programa e se cadastrar gratuitamente no aplicativo.

De segunda a sexta-feira, sempre no final da tarde, um novo episódio fica disponível. Ali, os apresentadores e repórteres Gabriela Carvalho e Rômulo Cabrera contam histórias, analisam fatos e apontam possíveis soluções para as demandas das quebradas. A edição de som é do DJ Neew, a distribuição nas redes sociais é da Pietra Alcântara e coordenação geral do podcast é do Vagner de Alencar.

receba o melhor da mural no seu e-mail

Redação

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias tem como missão minimizar as lacunas de informação e contribuir para a desconstrução de estereótipos sobre as periferias da Grande São Paulo.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.