APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias

Por: Jessica Bernardo

Notícia

Publicado em 30.10.2022 | 20:32 | Alterado em 04.11.2022 | 18:16

Tempo de leitura: 2 min(s)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) venceu Jair Bolsonaro (PL) e será presidente do Brasil pela terceira vez. O candidato, que liderou todas as pesquisas de intenção de voto desde o começo da campanha, teve a vitória anunciada com 50,85% dos votos válidos, contra 49,15% do adversário e vai assumir a presidência em 1º de janeiro.

Assim como no primeiro turno, Lula foi o candidato mais votado na capital paulista. Nas regiões periféricas da cidade, ele alcançou até 66% dos votos, mas também desempenhou bem no centro de São Paulo, onde teve 63% dos votos na primeira zona eleitoral da cidade, na Bela Vista.

Na zona sul, ele registrou sua melhor votação, com 66,58% em Piraporinha, uma das maiores zonas eleitorais da capital e que engloba parte de bairros como Jardim São Luís e Jardim Ângela.

Os percentuais altos seguiram também no Grajaú (66,06%), em Parelheiros (63,80%) e Valo Velho (65,34%). Na zona leste, ele teve 64,41% dos votos na zona eleitoral de Cidade Tiradentes.

A vitória de Lula foi celebrada nas periferias, que comemoraram soltando fogos de artifício e buzinando, em bairros como Jardim Ângela, Jaraguá, e Jardim São Luís. A avenida Paulista, no centro da cidade, foi tomada por apoiadores de Lula.

Na região metropolitana, moradores de Suzano comemoram ouvindo a música “Tá na hora do Jair, já ir embora”, que ficou entre as mais ouvidas do Spotify nesta semana. Eleitores do petista também celebraram em Osasco e Mairiporã.

Bolsonaro, por outro lado, venceu em regioes da zona norte da cidade, com 53,17% dos votos em Tucuruvi e 59,02% em Santana. Ele também venceu em zonas eleitorais do centro expandido, como Indianópolis (58,86%) e Jardim Paulista (53,79%).

Apesar de ter vencido na capital paulista, Lula perdeu no estado. Neste caso, Bolsonaro registrou 55,26% dos votos.

O candidato bolsonarista para o governo de São Paulo venceu a disputa pelo segundo turno. Tarcísio de Freitas (Republicanos) ganhou de 55,29% contra 44,71% de Fernando Haddad (PT), que era apadrinhado de Lula.

Tarcísio foi escolhido por Bolsonaro para disputar o Palácio dos Bandeirantes e se mudou para São Paulo neste ano. Nascido no Rio de Janeiro, o governador eleito foi criticado pelo adversário petista durante a campanha por não conhecer o estado.

Depois de uma campanha marcada por ataques de Bolsonaro às instituições, Lula conseguiu consolidar uma frente ampla de apoiadores dos mais diversos campos democráticos. O vice dele, Geraldo Alckmin (PSB), foi o político que governou São Paulo por mais tempo.

O petista foi apoiado por nomes como o do ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso, do autor do impeachment de Dilma Rousseff (PT) e ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior e da ex-ministra de Meio Ambiente e deputada federal eleita Marina Silva (Rede).

Em São Paulo, Lula também foi apoiado por lideranças comunitárias como a presidenta da UNAS, a associação de moradores de Heliópolis, Antônia Cleide.

receba o melhor da mural no seu e-mail

Jessica Bernardo

Jornalista, cria de uma família de cearenses. Apaixonada por São Paulo, bolos e banhos de mar. Correspondente do Grajaú desde 2017.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.