APOIE A AGÊNCIA MURAL

Colabore com o nosso jornalismo independente feito pelas e para as periferias.

OU

MANDE UM PIX qrcode

Escaneie o qr code ou use a Chave pix:

30.200.721/0001-06

Agência de Jornalismo das periferias

Por: Wellington Nascimento

Notícia

Publicado em 19.11.2022 | 17:21 | Alterado em 29.11.2022 | 13:09

Tempo de leitura: 2 min(s)

A seleção de São Paulo venceu Goiás nos pênaltis, após o empate por 0 a 0 no tempo normal, e conquistou o troféu Jair da Matta da edição nacional da Taça das Favelas, o Favelão, no masculino. Danilinho, o camisa 10 do Jardim Ibirapuera, fez o gol da cobrança decisiva que deu o título da primeira edição do torneio aos paulistas.

A decisão foi neste sábado (19), na Arena Barueri, na Grande São Paulo, e foi realizada depois da decisão feminina, quando o Rio de Janeiro venceu a equipe paulista.

O jogo foi equilibrado e teve poucas finalizações para ambos os lados. Apesar dos goleiros trabalharem pouco, foi a seleção goiana que chegou mais vezes com perigo ao gol adversário.

O desempenho da seleção de São Paulo não agradava ao técnico Arnaldo Pastel, também do Jardim Ibirapuera, que fez sete substituições na equipe até a metade do segundo tempo. Na Taça das Favelas, não há limite de substituições.

Apesar disso, o panorama não mudou na etapa final e o jogo terminou empatado. Nos pênaltis, Miquéias, do Parque Santo Antônio, pegou uma cobrança, enquanto os paulistas acertaram todos os chutes, vencendo por 5 a 4.

São Paulo foi campeão invicto do Favelão. Na fase de grupos, a equipe venceu as seleções de Sergipe e Brasília e empatou contra o Paraná. Na semifinal, eliminou o Ceará por 2 a 0.

Os atletas que disputam o Favelão foram selecionados em peneiras realizadas em cada estado participante com quem jogou a Taça das Favelas deste ano. Em São Paulo, o Paraisópolis, pelo feminino, e o Jardim Ibirapuera, no masculino, times da zona sul, conquistaram os títulos e tiveram atletas inscritos para disputar o torneio nacional.

receba o melhor da mural no seu e-mail

Wellington Nascimento

Formado em Jornalismo e pós-graduado em dar boas risadas. Apaixonado por esportes, ex-atleta em atividade e toca violão nas horas vagas. Sonha em viajar o Brasil e o mundo para encontrar e contar histórias. Correspondente da Cidade Ademar desde 2022.

Republique

A Agência Mural de Jornalismo das Periferias, uma organização sem fins lucrativos, tem como missão reduzir as lacunas de informação sobre as periferias da Grande São Paulo. Portanto queremos que nossas reportagens alcancem outras e novas audiências.

Se você quer saber como republicar nosso conteúdo, seja ele texto, foto, arte, vídeo, áudio, no seu meio, escreva pra gente.

Envie uma mensagem para [email protected]

Reportar erro

Quer informar a nossa redação sobre algum erro nesta matéria? Preencha o formulário abaixo.